Jeovane Souza*
Assessor Técnico Vaccinar – Suínos

Não é uma tarefa fácil gerir pessoas, frente aos diversos desafios que o cotidiano organizacional impõe. Por isso, os profissionais devem ser os mais capacitados e atualizados possíveis.

Começo chamando a atenção para a importância das pessoas dentro da granja, afinal, temos uma grande lacuna dentro deste segmento e cada um tem seus pontos de vista, que podem trazer grandes benefícios dentro da produção!

Primeiro, devemos destacar o quão importante é se ter uma equipe produtiva e comprometida com o resultado de todo processo, a qualidade da convivência e o ambiente do verdadeiro espírito de equipe, onde se respeita os deveres, obrigações e hierarquias, mas, onde todos se veem como um grupo unido em busca de um único objetivo, onde a vitória de um é a vitória de todos, e onde o problema de um é o problema de todos.

Temos desafios e falhas quase que diariamente e uma equipe unida procura entender por que o erro ocorreu e como resolver, e não quem errou, iniciando assim um jogo acusações, perdendo o foco e deixando o sistema menos eficiente e atrativo.

Não podemos deixar de destacar a grande relevância que os bons líderes de equipe exercem com os integrantes do seu setor. É fácil perceber quando um bom líder atua, as pessoas precisam ter a oportunidade de fazer parte do processo, de serem ouvidas, enfim, de construírem o resultado juntos, deixando de lado burocracias que muitas vezes elas nem sabem ou não enxergam sentido algum!

Segundo Chiavenato (2000), para uma empresa ser bem-sucedida deve-se pensar em toda sua estrutura organizacional, para isso acontecer o capital humano é de fundamental importância.

Entro aqui em outro ponto de atenção, mais de 90% dos manejos que precisam ser executados na produção de suínos são de fácil aprendizado, mas precisam de atenção todos os dias, e é neste momento que a interação gestor e equipe bem conduzida mostra seu verdadeiro valor.

Impossível aceitar uma leitura com referência a gestão que não traga apontamentos técnicos financeiros para a pauta, sendo assim, a mão de obra dentro dos centros de custos de uma granja é sem dúvida nenhuma uma grande oportunidade de aumentar a TIR (Taxa interna de Retorno) ou seja, vale e muito apena investir em qualificação e melhor remuneração para que a empresa, consiga melhores resultados e consequentemente melhores lucros, algo que é a base para que toda essa roda continue girando e nos proporcionando crescimento e aprendizado constante!

Os objetivos estratégicos da organização devem estar alinhados, de acordo com as metas da organização. Cada setor possui uma meta a ser atingida, estimulando assim o crescimento e o fortalecimento dos setores dentro da organização. (VILAS et al., 2009).

Dito isso sobre a importância das pessoas nas granjas de suínos nos deparamos com algumas dificuldades na aquisição de talentos. Pessoas responsáveis e dedicadas devido a alguns fatores caraterísticos da atividade que acaba gerando rotatividade de funcionários e demissões precoce até mesmo no período de experiência.

Na visão moderna para uma organização ser bem-sucedida, não basta possuir a melhor tecnologia, instalações modernas, estrutura organizacional bem definida e um planejamento estratégico, tem que possuir profissionais qualificados (NÓBREGA et al., 2002).

Particularidades encontradas na atividade de suinocultura que acabam dificultando a adaptação de funcionários.

* Encarregados autoritários e com pouca habilidade para lidar com pessoas.
* Geralmente as granjas são localizadas longe das cidades onde principalmente os jovens têm dificuldade de se adaptar.
* Pessoas que não se adaptam com o trabalho de rotina e a hierarquia, buscam valorização pulando etapas no processo sem esforço tanto físico quanto intelectual.
* Ainda existe algum preconceito devido ao cheiro nas granjas devido à falta de conhecimento do padrão de organização e limpeza das granjas atualmente.
* Necessidade de trabalhar em escala nos finais de semana em equipe reduzida na qual a falta de pessoas gera transtornos e sobrecarrega colegas de trabalho.
* Trabalho que exige muita dedicação, comprometimento, atenção e paciência por se tratar de cuidar de animais que vai desde um leitãozinho recém-nascido a um reprodutor adulto que pode pesar mais de 300kg.
* Atividade muito tecnificada onde existe muita cobrança e alguns funcionários não conseguem alcançar os objetivos esperados.

O que fazer para reter os talentos, montar equipe e atingir resultados.

* Cabe ao gestor entender como cada funcionário recém-contratado se comporta, com paciência e orientação para que ele se sinta confortável nas atividades delegadas.
* Uma boa estratégia para colaboradores recém-contratados é colocar para trabalhar junto com funcionários experientes, compromissados e de referências.
* Ouvir o colaborador, esclarecer suas dúvidas e entender que cada um tem seu tempo de aprendizado.
* Promover treinamentos constantes, definir metas alcançáveis e periodicamente apresentar os resultados aos colaboradores.
* Criar mecanismos de premiação por meritocracia no cumprimento de metas.
* Gestão a vista com procedimentos definidos e quadro com metas e resultados.
* Respeitar os direitos dos funcionários, criar ambiente para as horas de descanso.
* Tratar todos com imparcialidade e respeito.

Nos momentos que se faz necessário correção do serviço executado o gestor deve sempre escolher local e hora adequada evitando constranger o funcionário.

Fica apenas a ressalva de que é preciso, acima de tudo, que os gestores encarregados e quem toma a decisão não esqueçam que a escolha de uma profissão, bem como a dúvida e a indecisão, faz parte do desenvolvimento normal dos indivíduos e que o papel do orientador profissional é o de servir como instrumento para este desenvolvimento.

*Referências bibliográficas para consulta com o autor.

Release de Imprensa

Preencha os dados abaixo e anexe seu currículo